Google adsense: Como pagar imposto e atender as regras do youtube?

Google adsense: Como pagar imposto e atender as regras do youtube?

Está gostando? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Você está buscando esclarecimentos sobre o tema Google adsense: Como pagar imposto e atender as regras do youtube?

Olá youtubers, influenciadores digitais e produtores de conteúdos.

Bem vindos ao Escritório Francel Menezes Contabilidade.

Tendo em vista que a maioria do nosso conteúdo publicado sobre a monetização dos vídeos dos youtubers está relacionada ao imposto de renda, carnê-leão, declaração de imposto de renda e sobre os riscos existentes quando não estamos em dia com a Receita Federal do Brasil, desta vez faremos diferente.

Como nosso intuito é oferecer informações que sejam úteis para o vosso crescimento e estruturação, transcreveremos abaixo, um conteúdo muito importante para o sucesso de um canal no youtube: As Políticas do programa de parcerias do youtube.

Façam bom proveito, e vamos direto ao assunto, que é o tema Google adsense: Como pagar imposto e atender as regras do youtube?

********************************************************************************************************************

Políticas do Programa de Parcerias do YouTube

Como participante, você precisa seguir as políticas do Programa de Parcerias do YouTube. Elas incluem as diretrizes da comunidade e os Termos de Serviço do YouTube, além das políticas do programa Google AdSense. Essas regras se aplicam a todos os participantes do Programa de Parcerias do YouTube. Se você quiser gerar receita com anúncios nos seus vídeos, eles também precisarão atender às nossas diretrizes de conteúdo adequado para publicidade.

Se você violar alguma dessas políticas, o YouTube poderá adotar todas ou algumas das ações a seguir:

  • desativar a exibição de anúncios no seu conteúdo;
  • desativar sua conta do Google AdSense;
  • suspender sua participação no Programa de Parcerias do YouTube;
  • suspender ou até mesmo encerrar seu canal do YouTube.

Confira a seguir a visão geral das políticas mais importantes. Leia todas elas com atenção.

 

Siga as diretrizes da comunidade do YouTube

Essas diretrizes ajudam a manter o YouTube uma ótima comunidade para usuários e anunciantes. O conteúdo que viola as diretrizes da comunidade não se qualifica para a geração de receita e será removido do YouTube. O conteúdo inadequado para todos os públicos pode receber uma restrição de idade. Além disso, você pode receber avisos na sua conta, e violações repetidas podem resultar em suspensão do Programa de Parcerias do YouTube e/ou no encerramento do seu canal do YouTube.

O seguinte tipo de conteúdo viola as diretrizes da comunidade do YouTube:

Tudo que você postar no YouTube estará sujeito a essas diretrizes. Isso inclui miniaturas e títulos de vídeos, links externos, tags, entre outros.

Veja mais informações na nossa Central de políticas e segurança.

 

Tenha a certeza de que você é o detentor dos direitos de uso comercial do seu conteúdo

É importante que você detenha os direitos de uso comercial de todo o conteúdo antes de gerar receita com ele no YouTube. Se você enviar vídeos inadequados várias vezes, poderá ser suspenso do Programa de Parcerias do YouTube.

Veja algumas das políticas de geração de receita mais importantes relacionadas a direitos autorais:

  • Detenha os direitos de uso comercial: é preciso deter todos os direitos sobre o conteúdo em que você pretende ativar a geração de receita. Isso inclui os direitos a todos os elementos de áudio e vídeo.
  • Entenda seus direitos: antes de incorporar conteúdo de terceiros em um vídeo que você quer usar para gerar receita, conheça seus direitos concedidos pela licença.
  • Geração de receita com conteúdo de terceiros: tente agregar valor ao conteúdo de terceiros com que você pretende gerar receita. Lembre-se de adicionar valor educativo ou fazer comentários originais ou declarações editoriais sobre o conteúdo.

Seu conteúdo também precisa atender às diretrizes de qualidade de conteúdo do Google AdSense para gerar receita.

Essas diretrizes são fornecidas apenas para fins educativos e não constituem assessoria jurídica. Você deve procurar assessoria jurídica de um advogado ou representante legal.

Para ver mais informações sobre direitos autorais e uso aceitável, visite nossa Central de direitos autorais.

 

Siga as políticas do programa Google AdSense e os Termos de Serviço do YouTube

O Google AdSense permite que parceiros do YouTube sejam pagos ao gerar receita com vídeos. Siga as políticas do programa Google AdSense e os Termos de Serviço do YouTube.

A violação dessas políticas pode resultar na remoção dos seus vídeos e na desativação da sua conta do Google AdSense. Além disso, seu canal pode ser suspenso do Programa de Parcerias do YouTube ou até mesmo encerrado.

Diretrizes de qualidade de conteúdo

As políticas de conteúdo do Google AdSense são abrangentes e incluem diretrizes de qualidade das políticas do Webmaster/Search Console. Abaixo destacamos algumas das políticas mais relevantes para criadores de conteúdo do YouTube.

Lembrete: as diretrizes se aplicam ao seu canal como um todo. Se descobrirmos que o objetivo de um canal é postar conteúdo que não atende às nossas diretrizes, o criador de conteúdo pode ser suspenso do Programa de Parcerias.

Crie conteúdo que agregue valor e seja exclusivo e relevante. Incluímos alguns exemplos de conteúdo que não atende a esses padrões e, por isso, não pode gerar receita. Esta não é uma lista completa.

  • Conteúdo reutilizado. Essa categoria inclui vídeos que não fornecem comentários originais significativos nem têm valor educativo. A classificação também pode significar que nossa equipe constatou que grande parte do conteúdo do seu canal corresponde completamente ou é muito semelhante a outros vídeos. Por exemplo:
    • vídeos de terceiros unidos por meio de edição, com pouca ou nenhuma alteração;
    • conteúdo de terceiros compilado sem narrativa;
    • conteúdo enviado primeiro em outro lugar;
    • conteúdo enviado diversas vezes e por vários usuários.
  • Conteúdo repetitivo: vídeos que parecem ter sido produzidos em massa para aumentar as visualizações, sem adicionar valor educativo ou de outro tipo. Alguns exemplos desse tipo de conteúdo são:
    • vozes sintéticas lendo conteúdo de terceiros ou sem sentido;
    • vários vídeos quase idênticos de um mesmo canal;
    • conteúdo repetitivo ou sem criatividade, que não adiciona valor educativo, comentários ou narrativas;
    • conteúdo produzido em massa ou gerado por meio de programas;
    • apresentações de slides com imagens ou texto com pouco ou nenhum comentário, valor educativo ou narrativa.

Observação: talvez você consiga gerar receita com o conteúdo de terceiros se tiver os direitos de uso comercial sobre ele e adicionar valor ao conteúdo de alguma forma. Isso pode incluir edição de alta qualidade, adição de comentários ou narrativa, entre outros.

Violações de anúncios

Exemplos de violações de anúncios:

  • clicar nos seus próprios anúncios por qualquer motivo
  • encorajar outros usuários a clicarem nos seus anúncios
  • usar métodos enganosos de implementação para gerar cliques

Uso de sites e ferramentas de terceiros

Exemplos de uso indevido de sites e ferramentas de terceiros:

  • empregar ou encarregar sites e ferramentas de terceiros de gerar inscritos ou visualizações artificial ou manualmente
  • incorporar anúncios, patrocínios ou promoções de terceiros em cima ou dentro do conteúdo do seu vídeo
  • vender seu canal do YouTube e/ou o canal de parceiro por meio de sites de terceiros para ter lucro monetário
  • manipular ou incentivar outros usuários a clicar em recursos do vídeo, como “Gostei” ou “Adicionar como favorito”.

********************************************************************************************************************

Então é isso pessoal! Espero que tenhamos ajudado!

Nós, do escritório Francel Menezes Contabilidade, prestamos serviços de contabilidade, assessoria tributária, declaração de imposto de renda pessoa física, abertura de empresas (LTDA, EIRELI, EI, MEI, microempresa), e registro de marcas para youtubers, blogueiros, influencers (influenciadores digitais), streamers, gamers, cursos on line, produtores de conteúdos em geral, profissionais de marketing e publicidade, desenvolvedores de sites, aplicativos (apps), softwares, e diversos outros prestadores de serviços como profissionais da saúde, engenheiros, arquitetos e etc.

Podemos regularizar a sua situação fiscal perante a Receita Federal do Brasil caso você tenha deixado de pagar o seu imposto nos meses anteriores e orientá-lo a exercer a sua atividade e profissão pagando menos tributos e sem correr riscos tributários.

Caso reste alguma dúvida, basta nos enviar um e-mail ou entrar em contato através do WhatsApp (21) 97254-3286, ou clicando no botão flutuante desta página.

 

E aí, curtiram nosso artigo sobre o tema Google adsense: Como pagar imposto e atender as regras do youtube?

O que você achou deste nosso conteúdo?

Deixe um comentário no final deste nosso post, com a sua opinião.

Conseguiu entender melhor o assunto?

Caso tenha restado alguma dúvida, fique a vontade para entrar em contato.

Você conhece alguém que precisa conhecer este nosso conteúdo?

Então compartilhe com esta pessoa.

Sabe qual é o nosso maior desejo?

É que você cresça de forma organizada. Não cresça acumulando riscos.

_______________________________________________________________________________________

Além deste artigo sobre o tema Google adsense: Como pagar imposto e atender as regras do youtube?

Também temos outros artigos, caso tenham interesse em se informar um pouco mais, convido a todos vocês para tomar conhecimento das nossas outras publicações relacionadas à tributação dos empreendedores digitais em geral, que destaco abaixo.   

Nós escrevemos pensando em vocês.   

 

Imposto de renda para Camgirls: Como funciona?

Imposto de renda para Streamers: Como declarar?

Imposto de renda para Blogueiros: Como pagar?

Imposto de renda para Gamers: Como regularizar?

Imposto de renda para Influencers Digitais: Como calcular?

Imposto de renda para ganhos do Google Adsense: Como pagar?

Imposto de renda para atores: Como funciona?

Imposto de renda para afiliados: Como pagar?

Imposto de renda para Infoprodutores: Como regularizar?

Imposto de renda para desenvolvedores: Como quitar?

Pensão alimentícia: Como pagar o imposto de renda e declarar?

Ganhos de Youtuber e Blogueiro – Principais dúvidas sobre imposto de renda e contabilidade.

_____________________________________________________________________________________________________

Francel Menezes Contabilidade é um escritório de assessoria tributária, contábil, trabalhista e comercial, que atende clientes de todos os estados, e que possui experiência em atender inúmeros prestadores de serviços, tais como:  

– Área da Saúde: MédicosPsicólogosFonoaudiólogosDentistasNutricionistas, Terapeutas Ocupacionais e diversos Profissionais de Saúde. 

– Empreendedores digitais: YoutubersinfluencersBlogueirosParceiros do Google adsenseInfoprodutoresAfiliadosGamersStreamersModelos produtoras de conteúdoProfissionais de marketingfreelancersProfissionais de T.IProgramadoresDesenvolvedoresarquitetos e Designers. 

Ah, não deixe de conhecer o nosso Blog de Notícias Empresariais. Nosso primeiro site. 

 

Conte com nosso trabalho. Estamos à disposição para ajudá-los.  

Escritório Francel Menezes Contabilidade  

E-mail: [email protected]  

Instagram: @francelm_contabilidade  

Canal no youtube  

Site: Francel Menezes Contabilidade

Facebook: https://m.facebook.com/Francel.Menezes.Contabilidade/  

Telefone (21) 2671-9155 

Assine a nossa Newsletter

Receba atualização e aprenda com os melhores

Aproveite e veja também:

Declaração de imposto de renda - dados necessários
Imposto de renda

Declaração de imposto de renda – dados necessários

Dados necessários para elaborar e transmitir a declaração de imposto de renda pessoa física (influencers, youtubers, streamers, afiliados, monetizze, eduz, hotmart, twitch, facebook, instagram, upwork, steam, edugram, yesirards).

Leia mais »